Blog

O ano da consultoria de transformação: entrevista com Daniele Soares

Para marcar o fim de mais um ciclo, convidamos Daniele Soares para uma conversa que resuma o ano da Redesign Consultoria de Transformação. Confira!

Por Redesign Consultoria
20/12/2017

A consultoria de transformação tem ganhado cada vez mais visibilidade devido ao seu diferencial fundamental: o oferecimento de um serviço de consultoria de negócios que foge dos moldes tradicionais, focado em trazer novos olhares, buscar soluções e implementar melhorias para empresas que desejam alavancar os resultados com criatividade e inovação.

Para a Redesign Consultoria, 2017 foi um ano de desafios, aprimoramentos, novos projetos e constante movimento. Muitas coisas mudaram desde o nascimento da empresa, em 2014, menos o espírito desafiador e a disposição para reinventar negócios com o propósito de ser sempre MELHOR.

E para marcar o fim de mais um ciclo, convidamos Daniele Soares, fundadora da Redesign, para uma conversa que resuma o ano da empresa. Veja a seguir!

 

Entrevista com Daniele Soares

 

Redesign: Olá, Dani. Para começar nossa conversa, você poderia falar um pouco mais sobre o serviço de consultoria de transformação? Qual foi o papel desse serviço para todos os clientes que buscaram transformar o seu negócio nesse ano?

Dani: Costumo falar que transformar é um verbo do nosso futuro. Hoje ainda utilizamos muito pouco a habilidade de enxergar as coisas com o objetivo de interpretar e fazer de um modo diferente. E este é exatamente o nosso engajamento! Ser uma consultoria de transformação vai muito além de estudar dados e aplicar metodologias de livros. Nós nascemos para impactar e alterar o estado que as pessoas e empresas se encontram. O papel dos nossos serviços para os clientes que querem transformar os seus negócios é gratificante e desafiador. E sempre digo que é viver um divisor de águas. Entender o ponto de origem no qual este se encontra, enxergar novas possibilidades, elencar prioridades, criar ações onde as pessoas tenham a consciência voltada para relacionamentos, inovação e execução é transformar uma empresa e melhorar resultados.

 

Redesign: Inovação ainda é um termo muito distante do dia a dia de muitos empreendedores brasileiros. Como você encara esse cenário atual? E qual é a expectativa para o ano que vem?

Dani: Realmente o termo no nosso país geralmente é distante ou mal interpretado (apenas com vínculo tecnológico). Muitos clientes acham que inovar é comprar um sistema de informática, aplicativos ou máquinas. Para nós, inovação é uma cultura, um hábito de criar, inventar estratégias ou caminhos diferentes para se realizar algo. Mesmo com algumas resistências que vemos, ainda acho que o cenário atual é muito propício a mudanças.
A necessidade de se REINVENTAR estará cada vez maior para pessoas e empresas. Os cenários estão extremamente dinâmicos e a velocidade de informação e conhecimento acelera isto tudo. Para mim, adaptação é o ponto de partida para o momento que estamos vivendo nesta era pós digital.
Quanto às expectativas para 2018, posso dizer que estamos muito otimistas, como sempre… (risos) Em janeiro teremos nossa convenção anual para tratar nosso direcionamento e falar das nossas estratégias. Temos um planejamento para os dois primeiros trimestres que vai exigir um engajamento especial do nosso time. Estamos cada vez mais, além do RJ, namorando outros estados. E o sonho de alguns escritórios fora da nossa cidade maravilhosa é cada vez mais real. Estamos determinados a crescer e trazer cada vez mais colaboradores, parceiros e clientes que queiram escrever juntos essa linda história. Nossa orientação é voltada para a descoberta e o desenvolvimento de relacionamento com empreendedores que têm a mesma vontade de ser melhor. Queremos estar juntos dos que não se conformam com a rotina. Queremos os inquietos e sedentos por melhorias e não vamos abrir mão disto!

 

Redesign: Como você resumiria o ano de 2017 para a Redesign?

Dani: Dividiria em dois momentos importantes: o primeiro semestre exigiu que a empresa se mantivesse firme e determinada. O mercado estava muito inseguro, o que impactou em menos vendas e aumento de inadimplência em nossa carteira de clientes. Seguramos custos, realinhamos algumas estratégias de curto prazo e não tivemos nenhum momento de desânimo.

No segundo semestre, mesmo diante deste histórico, resolvemos dobrar os esforços em todos os sentidos. Estudamos e realinhamos mais uma vez as estratégias. O mercado aparentemente também se mostrou um pouco mais otimista. Por aqui, sempre temos um acompanhamento do trimestre, bem a curto prazo mesmo. E em paralelo planejamos a médio prazo com o semestre. Isso é muito importante e tem funcionado muito bem na nossa operação. Pouquíssimas vezes paramos para pensar a longo prazo, geralmente fazemos isto no começo de cada ano. Certo ou não? Tem sido bacana, então, vamos continuar.
Em resumo 2017 foi uma mistura de grandes desafios, aprendizados, projetos deliciosos, pessoas incríveis e metas alcançadas. Estamos fechando um ano com muita gratidão e cheios de vontade para engolir 2018.

 

Daniele Soares fala sobre a consultoria de transformação

 

Redesign: Um dos projetos do ano foi aumentar a presença digital da Redesign Consultoria. Tivemos a criação do site, a atualização frequente das redes sociais (Facebook e Instagram), dentre outras novidades. O que a Redesign planeja para o ano que vem em relação ao mundo digital?

Dani: Isso! Era uma de nossas metas. Ainda não está exatamente do jeito que queremos, com a estrutura e o conceito que queremos. No próximo ano teremos mais presença, mais novidades e mais interatividade.
Queremos levar muito das nossas experiências no mercado, projetos internos e troca de conhecimento e colaboração. Temos alguns desenhos de projetos que inclusive tratam sobre a questão dos vídeos nas redes sociais e youtube, que são muito pedidos pelo nosso público hoje.

 

Redesign: 2017 teve algum destaque? Algum acontecimento ou mudança marcante para a empresa, ou case que tenha superado as suas expectativas, por exemplo.

Dani: Sim. O destaque foi para o aprendizado que tivemos. Nós, o tempo todo, nos policiamos para não cairmos na monotonia, no padrão, na estagnação. Mesmo quando as condições não são as mais bacanas, ainda sim, nós olhamos pra LUZ, damos um jeito e resolvemos. Somos uma empresa criativa, com espírito fazedor e isto não nos deixa desanimar, nem engessar.

 

Redesign: O que podemos esperar de novidades para o ano que vem?

Dani: Hum… novidade faz parte do nosso dia a dia. No início de dezembro reunimos o time e anunciamos que 2018 vai ser um ano de muitas mudanças para nós. Sabemos disto, e estamos muito felizes. Mas, o que vocês podem esperar é que cada vez a gente esteja mais perto de vocês. Seja no digital ou geograficamente. Temos muitas pessoas que se dizem fãs da nossa empresa, do nosso propósito e isto é o melhor resultado que podemos ter. Então, queremos sempre retribuir este carinho.

 

Redesign: Para encerrar, qual conselho você daria para o empreendedor que deseja escapar da estagnação, ou simplesmente dar um novo rumo para o seu negócio no ano que em breve se inicia?

Dani: Melhore a sua capacidade de ouvir o outro, entenda o seu cenário atual, conecte-se às pessoas, busque sempre colaboração, use a criatividade e acima de tudo SEJA HUMANO ANTES DE SER EMPREENDEDOR. A maioria dos empreendedores querem entender dos números achando que este é o caminho mais rápido e seguro para um bom resultado. Os números são importantes ! Ok! Mas se você não humanizar o negócio, os números nunca serão suficientes para o sucesso.

 

Resumo profissional de Daniele Soares

 

 

Quer saber ainda mais sobre a consultoria de transformação?

A consultoria de transformação pode fazer muito por você e por sua empresa. Se você quer saber como ela funciona, clique nesse link e continue navegando pelo nosso site. Ou, se preferir, envie sua dúvida através do nosso formulário de contato.

Compartilhar:

Facebook Twitter LinkedIn G+